2022 será o ano da Inteligência Artificial

Nos dois últimos anos, o ecossistema empresarial registou um aumento exponencial da adoção de serviços digitais, com o objetivo de adaptar os modelos de negócio à situação atual e garantir a sua continuidade.

À medida que as empresas se preparam para enfrentar um novo ano carregado de desafios, a Sage, empresa líder de mercado em soluções de gestão empresarial na Cloud, propõe a utilização da Inteligência Artificial como ferramenta para aumentar a produtividade e reativar o crescimento em 2022.

Deteção de padrões para a otimização dos fluxos de trabalho

Atualmente, os dados são uns dos bens mais valorizados das empresas. Com a implementação de soluções digitais, estas acumularam enormes quantidades de dados de clientes e colaboradores, que atuam como uma poderosa fonte de informação e permitem impulsionar a produtividade e as experiências conectadas. Por esta razão, espera-se que durante o próximo ano as empresas invistam em software inteligente que lhes permita detetar padrões nos seus dados e obter informação para otimizar as cargas de trabalho.

Na área dos Recursos Humanos, a IA permite rastrear os dados existentes sobre as tarefas das equipas, as folhas de presenças e as cargas de trabalho, de forma a prever a quantidade de tempo necessária para completar determinada tarefa. Desta forma, os responsáveis poderão gerir as cargas de trabalho à distância, o tempo, e assignar aos diferentes colaboradores as tarefas mais adequadas para si.

Por outro lado, a implementação da IA nos softwares de finanças e contabilidade também permite detetar padrões no fluxo de caixa, identificado anomalias e ajudando as empresas a tomar decisões estratégicas importantes de forma rápida e eficiente.

Finalmente, a privacidade é o primeiro passo crucial para qualquer organização que implemente IA para compreender melhor os dados dos seus clientes ou colaboradores. Os dados só deverão ser utilizados se as empresas estiverem dispostas a aderir às normais mais rígidas, de forma a garantir que as previsões e insights que adquirirem são de elevada qualidade, mas não intrusivos. Apenas assim as empresas poderão fomentar confiança e garantir justiça no progresso das suas tecnologias.

O processamento da linguagem natural vai enraizar-se no dia a dia

O processamento de linguagem natural (NLP, na sua sigla em inglês) é um software que utiliza a IA para averiguar exatamente o que pedimos. Ainda que já se utilize no quotidiano, por exemplo nos assistentes inteligentes domésticos a quem damos ordens de voz, prevê-se que em 2022 aumente a prevalência desta tecnologia no âmbito laboral.

Em breve, as novas soluções de processamento de linguagem natural integradas no software colaborativo que utilizamos diariamente serão capazes de detetar pedidos que sejam feitos, por exemplo, em voz alta durante uma videochamada. A tecnologia entenderá o que lhe é dito e procurará o recurso necessário em questão de segundos; e não existirá apenas em computadores – os smartphones também contarão com estas ferramentas. Uma vez conectadas às soluções centrais de gestão empresarial, poderão facilitar informação atualizada sobre próximas faturas, saldos ou previsões de negócio.

Aumento da regulação para uma maior segurança

Contudo, à medida que a Inteligência Artificial evolui e vai adquirindo novas capacidades que anteriormente estavam reservadas apenas ao conhecimento humano, como a criação de planos de negócio completos, a revisão de candidaturas de emprego ou até a aprovação de um empréstimo, surge a problemática de se realmente se pode confiar nesta tecnologia, tendo em conta o seu estado atual.

Deste modo, em 2022 vão surgir novas regulações regulamentações para a IA, às quais as empresas deverão ajustar-se de forma rápida e diligente. Portugal tem sido um dos países pioneiros na procura deste tipo de legislação, tendo tirado partido da sua recente Presidência da União Europeia para propor uma lei comunitária sobre a IA; enquanto a nível mundial, por exemplo a UNESCO já trabalha também no mesmo sentido, tendo criado recomendações sobre a ética da utilização desta tecnologia.

Article by:
SAGE / AICEP

Events during COVID-19

We are traversing some uncertain times, changing the day to day functioning of many businesses. This is no different for our Chamber of Commerce, however, we are adapting to a new reality and the challenges that they bring.

Our Chamber will continue to organise webinars and events on a virtual platform, allowing members to continue to meet and network and share knowledge and ideas.

Stay tuned in to our events by making sure that your email is on our mailing list!

Estamos a atravessar tempos incrivelmente incertos com o modo de funcionamento do dia a dia de muitas empresas a mudar. Para a nossa Câmara de Comércio a situação não é diferente, estamos a adaptar-nos a uma nova realidade com os desafios inerentes.

Contudo a Câmara de Comércio Luso-Britânica vai manter a organização de eventos, agora num ambiente virtual, onde os associados podem continuar a reunir-se para ter acesso a informações úties assim como trocar ideias e experiências.

Mantenha-se informado(a) e não perca a oportunidade de participar, adicione o seu email à nossa mailing list.